Câmara paga canal de conteúdo adulto para Deputados Federais

Todo Senador e Deputado Federal recebe uma Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap), para cobrir seus custos necessários ao exercício da atividade parlamentar. Cada deputado recebe entre R$27,9 mil e R$41,6 mil, variando de acordo com o Estado.

É de se esperar que essa cota ainda que altíssima, seja utilizada para atividades que envolvam o trabalho dos Deputados e Senadores e não sejam feitas, com ela, gastos desnecessários ou supérfluos, afinal é um dinheiro público. Mas na prática não é assim que funciona. Alguns Deputados estão usando ou usavam essa cotas para adquirirem coisas absurdas como canais adultos de tvs por assinatura... Isso mesmo, usam o dinheiro público para sacanagens e safadezas.



A denuncia foi feita pelo site  Congresso em Foco, que teve acesso as faturas de pagamento das Tvs a cabo. Os analistas tiveram acesso à fatura de 3 deputados, Flaviano Melo (PMDB-AC), José Airton (PT-CE) e Renato Molling (PP-RS). Os deputados, segundo a análise, aderiram aos planos especiais das operadoras que permitem a abertura de sinal dos chamados ‘canais adultos’, além da contratação por meio do chamado ‘pay-per-views’ de campeonatos de futebol.

A chamada cota parlamentar, com a qual Câmara e o Senado gastam R$253 milhões por ano, tem como destino mais comum a locação de carros, gastos com combustíveis e passagens aéreas, mas oficialmente a contratação de serviços distintos não é proibida pelo Congresso.

Deputado de segundo mandato, o congressista Renato Molling foi responsável pela contratação de um pacote combo da Sky, com mais de 100 canais disponíveis, além de 34 opcionais. O pacote inclui ainda o campeonato brasileiro (“Brasileirão Série A ou B + 1 campeonato estadual”), além da chamada ‘Sex Zone HD’. O custo de R$299 garante ainda um ponto extra no município de Sapiranga (RS), onde o deputado possui escritório.

Em entrevista ao site, o deputado respondeu que desconhece a extensão do pacote, segundo ele:  

“É um pacote que foi feito. Não sou nem eu que faço. Fizemos essa assinatura para ficar por dentro das notícias, dos programas de política. Acredito que não deva ter isso [canais pornô, de futebol etc], porque o pacote que foi feito é o mínimo. Mas não sei o que tem lá”, afirmou o deputado, que confessou que irá devolver ao Congresso o valor gasto com as opções extras.



Já o deputado acreano, Flaviano Melo, preferiu contratar o pacote “Combo Sky HDTV Full Top”, com custo mensal de R$422,35, com ampla cobertura de futebol, tendo direito a até 3 campeonatos. A fatura inclui ainda um ‘opcional’, que segundo a operadora trata justamente de maior opção de escolha em filmes do gênero adulto. O custo é de cerca de R$42 mensais. Flaviano respondeu que desconhece a origem do erro na contratação deste serviço, porém já ressarciu a Câmara dos Deputados com o valor extra.

O deputado cearense José Airton (irmão do ex-deputado José Genuino), contratou o pacote Combos New Sky HDTV Super 2011 – M”, com custo de R$ 299,90 e ‘serviços do mês’ em R$ 406,90, entre 7 de julho e 6 de agosto. A fatura inclui ainda um ponto no bairro Papicu, na capital cearense. O deputado não foi encontrado para prestar esclarecimentos.

A atividade está de acordo com o decreto que regula a criação da cota parlamentar, porém como diz o ativista Lucio Big, que descobriu o caso:

“Não é pelo valor em si que a gente deve fiscalizar, mas pelo ato em si. Porque quem mexe com um valor pequeno sem responsabilidade pode, também, não ter responsabilidade para lidar com valores altos de dinheiro público. Essa atitude de fiscalizar, de cobrar, tem de ser independente do valor. Cada cidadão brasileiro tem a obrigação, até, de ser um fiscal, e cobrar dos gestores públicos uma posição mais coerente, mais correta para lidar com o dinheiro público.”

É... andam fazendo sacanagem com o nosso dinheiro... literalmente.


Esmalte detecta Boa Noite Cinderela e causa polêmica

Um projeto desenvolvido por 4 estudantes tem causado imensa polêmica quando deveria apenas ser aplaudido. Os estudantes estão desenvolvendo um esmalte que é capaz de detectar as drogas, GHB e Rohypnol usadas em golpes de " Boa Noite Cinderela". 

De uso discreto, a mulher pode perceber que sua bebida foi batizada apenas usando o dedo para mexer a bebida. Se tiver drogas na bebida a unha muda de cor e a mulher pode sem correr riscos se afastar do golpista e até mesmo denuncia-lo.

Muito elogiado e bem aceito, o projeto infelizmente tem sido alvo de críticas de grupos anti-estupro que acreditam que esse tipo de invenção força para a mulher o ônus do estupro. Esses grupos temem que com a ampla comercialização do esmalte as pessoas passem a culpar as mulheres que não usarem o esmalte por terem sido vitimas do golpe.

"Agradeço que jovens queiram frear o assédio sexual, mas qualquer coisa que coloca o ônus sobre as mulheres para 'discretamente' evitarem serem estupradas perde o ponto", escreveu Jessica Valenti para o jornal britânico The Guardian.
"Deveríamos estar tentando impedir o estupro, não apenas evitá-lo individualmente", disse.

Tara Culp-Ressler, para o blog Think Progress, também criticou tais produtos e disse que eles "reforçam a cultura de estupro" da sociedade.
Já Erin Gloria Ryan, na Jezebel, disse que melhorar a conscientização sobre assédio sexual poderia ser mais benéfico do que esmaltes que mudam de cor.

Parece que na cabeça dessas ativistas o estuprador ou o ladrão devem ser conscientizado que fazer essas coisas é errado. Comparativamente devemos pensar em deixar nossas janelas e portas sem proteções e nos focar em ensinar aso ladrões que eles não podem invadir a nossa casa?

Pessoas que cometem esses crimes são pessoas doentes, sociopatas que nunca deixarão de cometer suas sandices só porque uma campanha na televisão ou um cartaz na rua disse que é errado, afinal, nem as penalidades imposta pela lei é capaz de frear esse dementes.

Por outro lado, a mulher que usar esse produto e escapar do golpe, só terá que agradecer, afinal mais importante que discutir subjetividades de culpas, é não ser vítima de um golpe cruel e covarde como esse, 

O produto ainda não se encontra a venda e está sendo aperfeiçoado para detectar diversos tipos de drogas.
.

Vídeo: Menina de 9 anos mata instrutor de tiro com metralhadora acidentalmente

O instrutor de tiros Charles Vacca que foi vitimado por uma descarga de metralhadora Uzi disparada acidentalmente por "aluna" de... 9 anos.

O vídeo com o acidente foi divulgado pela polícia e mostra a menina com um rabo de cavalo e usando shorts rosa sendo instruída por Vacca. A menina chega a efetuar o primeiro disparo e pode-se perceber que o instrutor em momento algum firma a mão da criança para assumir o controle do posicionamento da arma apóso disparo. Após o primeiro tiro vem o descontrole fatal.


Assista ao vídeo, que por motivos óbvios não mostra o tiro fatal



Scarmardo, gerente do campo de treinamento de tiros, disse à NBC News que "a prática na maioria dos campos da região é autorizada para crianças a partir de oito anos de idade e com a supervisão dos pais". Descrevendo Vacca como um "grande cara, com um grande senso de humor", Scarmardo disse ter certeza que a fatalidade foi um acidente raro, pois o instrutor era "muito consciente e muito profissional".



Ronald Scott, um especialista em segurança de armas de fogo disse algo bastante óbvio que evidentemente era para ser de conhecimento de um instrutor de tiros dito experiente, já que até mesmo um leigo  tem consciência disso: "Não se pode dar a uma garota de nove anos de idade uma submetralhadora Uzi e esperar que ela controle essa arma tão poderosa. Foi uma irresponsabilidade”.

O stand de tiro Last Stop costuma realizar o ‘Burgers and bullets day” (dia dos hambúrgueres e balas, em tradução literal). Neste dia, o cliente que comprar um determinado lanche do menu pode escolher uma entre vinte armas automáticas para atirar.

A menina teve sua identidade preservada e passará por um acompanhamento psicológico para tratar do trauma provocado pelo acidente.



PT quer proibir o uso de bíblia na recuperação de drogados

Será verdade a noticia que tem corrido no Facebook através de um blog que afirma categoricamente que o PT está fechando o cerco em atividades cristãs sobre os drogados?

Trata-se de uma meia verdade, bem longe de ser a verdade dita. 

Tudo começou quando o senador Magno Malta (PR-ES) resolveu usar seu espaço no Plenário para denunciar a decisão do Conselho Nacional de Políticas Sobre Drogas (CONAD) que quer impedir centros de recuperação de incluir religião no tratamento de usuários de drogas.

Em outras palavras, as instituições religiosas terão que se comprometer a não forçar os pacientes a aderirem a fé para continuarem o tratamento.
O secretário nacional de Políticas sobre Drogas, Vitore Maximiano, confirmou esta informação. “A pessoa não pode ser compelida a aderir a uma fé. Ela pode seguir o tratamento sem esse componente”, disse ele.

Baseando-se nisso começou a circular a seguinte foto divulgada por um blog.



Como visto acima, a decisão polêmica nada tem a ver com o PT e sim uma decisão do CONAD

O senador Magno Malta, que sustenta um centro de tratamento no estado Espírito Santo há 35 anos, ficou inconformado com a resolução principalmente quando o texto diz que o Governo Federal destina 85 milhões por ano para auxiliar essas entidades.
“Os meus internos comem da minha música, dos meus direitos autorais”, afirmou o senador que controla o projeto Bem Viver recuperando milhares de usuários de drogas em mais de três décadas.

É preciso deixar claro que o CONAD, não é do PT. Na verdade ele  é um órgão da Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (SENAD) que por sua vez é subordinada ao Ministério da Justiça. Veja quem compõe o CONAD:

São membros do CONAD, com direito a voto:

I - o Ministro de Estado da Justiça , que o presidirá; 
II - o Secretário Nacional de Políticas sobre Drogas; 
III - um representante da área técnica da Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas, indicado pelo Secretário; 
IV - representantes dos seguintes órgãos, indicados pelos seus respectivos titulares: 

a) um da Secretaria Especial dos Diretos Humanos da Presidência da República; 
b) um do Ministério da Educação; 
c) um do Ministério da Defesa; 
d) um do Ministério das Relações Exteriores; 
 e)um do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome; 
f) dois do Ministério da Saúde, sendo um da Agência Nacional de Vigilância Sanitária; 
g) dois do Ministério da Justiça, sendo um do Departamento de Polícia Federal e um da Secretaria Nacional de Segurança Pública; 
h) dois do Ministério da Fazenda, sendo um da Secretaria da Receita Federal e um do Conselho de Controle de Atividades Financeiras; 

V - um representante dos Conselhos Estaduais de Entorpecentes ou Antidrogas, indicado pelo Presidente do CONAD; 

VI - representantes de organizações, instituições ou entidades nacionais da sociedade civil: 
a) um jurista, de comprovada experiência em assuntos de drogas, indicado pelo Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil - OAB - Federal;
b) um médico, de comprovada experiência e atuação na área de drogas, indicado pelo Conselho Federal de Medicina - CFM; 
c) um psicólogo, de comprovada experiência voltada para a questão de drogas, indicado pelo Conselho Federal de Psicologia - CFP; 
d) um assistente social, de comprovada experiência voltada para a questão de drogas, indicado pelo Conselho Federal de Serviço Social - CFESS; 
e) um enfermeiro, de comprovada experiência e atuação na área de drogas, indicado pelo Conselho Federal de Enfermagem - COFEN; 
f) um educador, com comprovada experiência na prevenção do uso de drogas na escola, indicado pelo Conselho Federal de Educação - CFE; 
g) um cientista, com comprovada produção científica na área de drogas, indicado pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência - SBPC; 
h) um estudante indicado pela União Nacional dos Estudantes - UNE; 
VII - profissionais ou especialistas, de manifesta sensibilidade na questão das drogas, indicados pelo Presidente do CONAD: 
a) um de imprensa, de projeção nacional; 
b) um antropólogo; 
c) um do meio artístico, de projeção nacional; e 
d) dois de organizações do Terceiro Setor, de abrangência nacional, de comprovada atuação na área de redução da demanda de drogas. 

Fonte: DECRETO Nº 5.912, DE 27 DE SETEMBRO DE 2006.



Mas a decisão tomada é bastante polêmica, já que não atinge tão somente as casas sem ligações religiosas. O que a lei quer fazer, é impedir que igrejas que tenham programas de combate a drogas e que recebam verbas Federais, não imponham o uso de seguir seus preceitos religiosos para seguirem os tratamentos. Aí fica difícil



.

Perigo de se reutilizar garrafas descartáveis para guardar água

Se você costuma armazenar água em garrafas recicláveis, saiba que pode estar colocando em riscos a sua saúde, ou até mesmo já estar sofrendo com os efeitos danosos da ingestão de bactérias e outros matérias que se soltam das referidas garrafas, principalmente as PET, que são derivadas do petróleo.

Existem 2 grandes problemas na utilização dessas garrafas; Liberação de toxinas e proliferação de bactérias. Poucas pessoas possuem o hábito de lavar as garrafas plásticas quando termina a água nela contida. O pensamento comum é; Ora, se só tem água, então está limpa, certo? Errado.



A emissora KLTV examinou níveis de bactérias em garrafas d’água usadas por uma semana sem serem lavadas. As culturas bacterianas foram tiradas do gargalo e boca das garrafas. Resultado: “Em todas as garrafas havia muitas bactérias do tipo que podem fazer você adoecer gravemente, quase como uma intoxicação alimentar”, disse à emissora o médico Richard Wallace, do Centro de Saúde da Universidade do Texas. “Podem provocar náuseas, vômito, diarreia. Basicamente o pior vômito de sua vida.”

Quanto mais detalhes protuberantes e relevos internos possui uma garrafa, maior é a chance de bactérias se alojarem e ficarem encrustadas, formando colônias que tanto podem ser visíveis na forma de pequeno lodos, quanto invisíveis.

Lavar as garrafas periodicamente ( use uma escova de lavar mamadeira para isso) é extremamente importante, mas não suficiente. Essas garrafas não foram feitas para serem reutilizadas diversas vezes, a bem da verdade, o seu uso é quase restrito para uma vez, não devendo ser reutilizadas. Isso porque com o tempo elas vão amassando e adquirindo arranhaduras que soltam substancias nocivas que podem causar doenças hormonais perigosas, com riscos de diabetes e hipertensão ( estudos não conclusivo).

Resumindo, você pode guardar sua agua nas garrafas recicláveis, mas lembre-se de lava-las sempre e de jogar fora periodicamente, evitando ter garrafas "velhas". Procure usar material menos lesivos a saúde, como o Vidro, mas não se esqueça de lavar periodicamente.