Breaking News

Estimulanet , Achocolatado que matou criança de 2 anos teria sido envenenado , MUNDO BIZARRO , Saude ,

Achocolatado que matou criança de 2 anos teria sido envenenado

Achocolatado que matou criança pode ter sido envenenado por dono de mercadinho.

Nos últimos dias tem se tornado viral um boato espalhado por áudio do Whatsapp dizendo que o achocolatado Toddynho estaria contaminado por bactérias e teria matado várias crianças no Brasil. 

O boato alarmista mistura uma noticia antiga de 2014, quando a Pepisco anunciou que o Toddynho comercializado em Porto Alegre  estaria, na época, contaminado por bactérias que causavam infecção alimentar (Pepisco confirma que Toddynho está contaminado: ), com o caso ocorrido em Agosto de 2016 com o menino de 2 anos, Rhayrin Cristian da Silva, no Parque Cuiabá, Mato Grosso, que morreu após ter ingerido o achocolatado da marca Itambezinho. ( Criança morre após ingerir achocolatado )

Polícia suspeita que achocolatado Itambezinho que matou criança pode ter sido envenenado por dono de estabelecimento que queria matar menor que roubava suas mercadorias.
Agora a polícia de Cuiabá trabalha com a hipótese do menino ter sido vítima de assassinato ao ingerir o achocolatado Itambezinho envenenado pelo dono do mercadinho que queria se livrar de um menor que invadia seu estabelecimento durante a madrugada para roubar os produtos comercializados na loja.

De acordo com os moradores do local, um menor infrator de 15 anos aterroriza a todos cometendo os mais diversos tipos de crimes como invasões e roubos de residencias, estabelecimentos comerciais e tráfico de drogas.

Esse menor teria abordado os moradores para vender uma embalagem contendo 5 achocolatados da marca Itambezinho. O pai de Rhayron achou a oferta tentadora, comprou a embalagem e colocou em sua geladeira.

Na manhã seguinte, a mãe de Rhayron abriu uma das embalagens, tomou um gole e deu para a criança, que depois de 5 minutos começou a ter problemas respiratórios e a eliminar sangue pela boca e nariz. Levada ao hospital, a criança faleceu.

Médicos do hospital acreditam que a mãe só não morreu por ter vomitado o conteúdo que ingeriu, além da quantidade ter sido pouca.

Um amigo da família tomou outro achocolatado e se encontra internado no Pronto Socorro de Cuiabá com suspeita de envenenamento.

O menor ao tomar conhecimento do ocorrido fugiu, mas antes teria confessado que roubou o produto. O menor acredita que o dono do estabelecimento tenha envenenado o Itambezinho para mata-lo.

Uma outra hipótese investigada pela polícia, é que o pai de Rhayron, que é usuário de drogas possam ter deixado cair crack no produto de forma acidental.

Somente a pericia da Politec poderá desvendar o mistério do achocolatado Itambezinho e esclarecer se o produto estava contaminado por bactérias ou envenenado.


Leia também:
- Turbinando o desempenho sexual
- Vencendo a calvície - Cura Natural 






Curta Verdade Absoluta, a internet sem mentiras

Nenhum comentário

Os comentários são moderados, isso significa que ao clicar em enviar, eles não são publicados imediatamente, e sim após serem analisados.