Breaking News

Estimulanet , Tatuagem em porcos vira febre na China , MUNDO BIZARRO ,

Tatuagem em porcos vira febre na China

A ultima mania na china agora é tatuar a pele dos porcos, não se trata de tatuar porcos na pele, mas sim de tatuar os porcos.
Antes que a rapaziada da defesa dos animais venham fazer escãndalo dizendo que é judiação com os suinos, vale lembrar que ao contrário dos humanos, os porcos tatuados são sedados durante a sessão de tatuagem e portanto não sentem dor alguma. Vale lembrar também que os porcos tatuados se livram de virar refeição. Quando um dos porcos tatuados falecem de morte natural, a sua pele é retirada e colocada em um quadro.

Apesar de estar virando mania na China, essa arte não é nova. o belga já tatuava porcos em 2003, sendo inclusive proibido pelo ministério da Saúde do país porque violaria a lei sobre proteção e bem-estar dos animais caso expusesse a obra.

Sinceramente, se eu fosse tatuar um porco, eu tatuaria as divisões do corte da carne dele. Essa sim é uma tatuagem útil para um porco.


                                      

                                                        
                                                                               
                                           
                                                       

6 comentários:

  1. Eu fico a me perguntar, até onde vai tosquice humana?

    ResponderExcluir
  2. sei la vey so sei q fik da hora

    ResponderExcluir
  3. Minha consciência da imbencilidade humana aumentou consideravelmente ao ler isto...E olha que eu já vi muitas idiotices alheias na vida.

    ResponderExcluir
  4. PORKE ESSIS RETARDADOS NAO TATOOA O (O) DELIS???

    ResponderExcluir
  5. Faz uma tatuagem anestesiado e ve se nao doi depois que passar o efeito. E ainda tira uma com o pessoal que protege os animais, tanta coisa pra fazer no mundo e tem que tirar a paz dos animais.

    ResponderExcluir
  6. a vah vah sahsahusa

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados, isso significa que ao clicar em enviar, eles não são publicados imediatamente, e sim após serem analisados.