Autraliano sem pernas e sem braços é capaz até de surfar.

By | 17:31 1 comment
Quem não se lembra de Joseph Klimber ( veja o vídeo aqui) do grupo de Humor Melhores do Mundo e seu video motivacional? Muitos riram da saga do homem que virou um cotoco e mesmo assim nunca desistiu de ser feliz.

Assim como no video, a vida é uma caixinha de surpresas e existem muitos Josephs Klimbers que ao invés de ficarem chateados, abatidos ou desmotivados, sem vontade de cantar uma bela canção, resolveram lutar por um lugar ao sol.

Talvez o O australiano Nick Vujicic seja uma das maiores provas de que não podemos nunca valorizar nossas limitações se quisermos realmente nos livrar delas.

Portador de Focomelia, uma doença genética de nascença que o deixou sem braços e pernas, Nick é capaz de É capaz de surfar, jogar golfe, usar o computador, se vestir, se pentear, aliviar as suas necessidades e até se barbear sem o auxílio de terceiros.





Nick Vujicic fundou a Life Without Limbs (Vida sem Membros) e já deu palestras em mais de 20 países.

Sinceramente, depois de ver o vídeo desse rapaz, me senti um verdadeiro idiota , reclamando de pequenos obstáculos que a vida me impõe. Me faz perceber que se existe um obstáculo, existe uma forma de supera-lo.

A vida de Nick Vujicic circula na internet há mais de 2 anos e somente agora através de uma matéria no Terra/Ciências eu tomei conhecimento de sua existência... Já com a piada do Joseph Klimber eu tenho me deparado em mais de uma centena de ocasiões






A seguir, um slide contando um pouco da vida de Nick Vujicic. Use as setas para poder navegar no slide.



Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Um comentário:

  1. Olá parceiro parabéns pelo seu espaço que está cada dia melhor.

    Venho lhe agradecer e comunicar que vc se encontra entre os 15 melhores parceiros, que mais enviaram visitas ao meu blog nos últimos 30 dias.

    Um grande abraço e muito sucesso

    Donizete

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados, isso significa que ao clicar em enviar, eles não são publicados imediatamente, e sim após serem analisados.