A Pimenta e seus benefícios

A pimenta talvez seja o alimento mais fascinante que o homem já provou.
Embora seu ardor seja muita vezes rejeitado por muitos, a pimenta é o produto culinário mais utilizado no mundo, sendo consumida em todos os continentes . Estima-se que 1/4 da população mundial consome todos os dias um alimento que tenha a pimenta como ingrediente.


O Brasil, até o final de 1990 era o maior produtor de pimentas do mundo. Atualmente esse posto pertence ao México e Índia.


O nome pimenta vem do latim "pigmentum" que significa "matéria corante" e que em espanhol recebeu o nome de Pimenta, sendo hoje conhecida como "especiaria aromática".


Para muitos supersticiosos, a pimenta é coisa do diabo.
Na Itália, antigamente se chamava a pimenta de diavoletto, ou pequeno diabo. Obviamente que isso não é verdade.
A ardência da pimenta é apenas uma defesa maravilhosa que a natureza criou para o fruto, visando a perpetuação da espécie. Por ser a semente facilmente digerida pelos mamíferos, a tornando inútil para germinação, a defesa encontrada pela natureza foi esse ardor. O interessante é que nos pássaros esse ardor não é sentido. Nem precisaria, já que a semente da pimenta não é digerida pelas aves, sendo liberadas no solo juntamente com as fezes.


A pimenta Calabresa, ao contrário do que muitos pensam, não vem da região italiana da Calábria, e tão pouco é uma pimenta em si. Na verdade a pimenta Calabresa é uma mistura de pimentas e sementes desidratadas. No Brasil costuma-se utilizar a pimenta dedo-de-moça para a produção da pimenta calabresa ou "peperoncino" como é conhecida na itália.
Para se fazer linguiça Calabresa, utiliza-se a pimenta calabresa. Mais uma vez a Itália nada tem a ver com isso.


Embora muitos acreditem por associação que a pimenta pode irritar o estômago, na verdade ela atua de forma contrária, servindo de protetora para a parede estomacal. Mas atenção: se você tem problemas de úlcera e outras anomalias estomacais, deve antes procurar um médico. Pois nesse caso pode ser ruim se alimentar com pimentas.


A pimenta desde a antiguidade é utilizada como analgésico. Ao contrário do que se imagina, pessoas hipertensas não estão proibidas de comer pimentas. Como ela é vasodilatadora é conhecida também por ser afrodisíaca. Acredita-se que comer 1 ou 2 pimentas malaguetas sem mastigar, apenas engolindo, contribui para combater a esterilidade masculina, estimulando a produção de espermatozóides.


Muitas receitas de dietas para emagrecimento, indicam o uso da pimenta como auxiliar na perda de peso. Cada 6 gramas de pimenta queima cerca de 45 calorias


No caso das hemorróidas, deve-se comer pimenta com cautela. O excesso pode ser bastante prejudicial.




A pimenta malagueta (Capsicum annuum) tem propriedades abrasivas, estimulantes, carminativas e hemostáticas. Muito útil nas hemorragias do estômago (em forma de chá). As suas propriedades terapêuticas são:


• Descongestionante nasal
• Prevenção de coágulos sanguíneos
• Prevenção de ataques cardíacos
• Prevenção de derrame cerebral
• Tratamento de doenças circulatórias
• Analgésico (uma aspirina natural)
• Dissolução de muco dos pulmões
• Redução do colesterol elevado
• Expectorante
• Indutor da termogênese (efeito de transformar parte das calorias dos alimentos em calor).
• Antioxidante
• Anti-séptico
• Bactericida




Pimentas na comida trazem benefícios a saude.






Algumas receitas interessantes de pimenta:


Branqueamento:
É um processo bastante utilizado em receitas de conserva. Coloque água numa panela e deixe que ferva. Quando ferver, coloque a pimenta e deixe por 20 segundos. Retire e transfira de imediato para uma tigela com água gelada. Pode ser com gelo.


Receitas básicas de conservas de pimenta


Conserva básica de pimenta
Ingredientes:
Pimentas selecionadas de sua escolha
2 copos de vinagre branco
1 colher (sopa) de açúcar
1 colher (chá) de sal
Preparo:
Faça uma calda com o vinagre, o sal e o açúcar levando esta mistura para ferver por 2 minutos. Faça o branqueamento das pimentas. Coloque as pimentas num vidro esterilizado e jogue a calda quente de vinagre por cima. Deixe esfriar. Conserve na geladeira.


☻☻☻☻☻☻☻



Pimenta no vinho
Ingredientes:
2 copos de vinho branco seco
1 colher (sopa) de açúcar
1 colher (chá) de sal
Pimentas selecionadas
Preparo:
Faça uma calda com o vinho, o sal e o açúcar levando esta mistura para ferver por 2 minutos. Faça o branqueamento das pimentas. Coloque as pimentas num vidro esterilizado e jogue a calda quente de vinho por cima. Deixe esfriar. Conserve na geladeira. Deve ser consumido logo, pois esta conserva não tem duração longa.






☻☻☻☻☻☻☻





Pimenta no azeite de oliva
Ingredientes:
1 xícara (chá) de azeite de oliva extravirgem
2 dentes de alho picado
1 colher (chá) de suco de limão
Pimentas selecionadas
Preparo:
Retire as sementes e o talo das pimentas. Frite o alho no azeite até ficar levemente dourado. Coloque as pimentas num vidro de conserva deixando um espaço livre de 2 cm. Aqueça uma xícara de azeite a 300 °C. Enfie o cabo de uma colher no meio das pimentas e abra um buraco. Despeje o azeite quente, lentamente, para evitar que o azeite suba. Complete o pote com azeite até atingir 0,5 cm da boca e tampe bem firme. Deixe esfriar naturalmente. Conserve na geladeira.






☻☻☻☻☻☻☻





Pimenta no conhaque
Ingredientes:
Conhaque de boa qualidade
Pimentas selecionadas
1 colher (sobremesa) de açúcar
Preparo:
Esterilize o pote em que vão ser colocadas as pimentas. Branqueie as pimentas. Faça um corte pequeno longitudinal em cada pimenta e deixe os talos para uma melhor manipulação. Encha o vidro com as pimentas e espalhe uma colher de açúcar por cima. Complete o vidro com conhaque. Deixe descansar em local fresco e seco de 15 a 30 dias, invertendo o vidro a cada dois dias. Conserve na geladeira.




☻☻☻☻☻☻☻


Geléias picantes


Geléia de pimenta
Para 4 pessoas
Ingredientes:
300 g de pimenta dedo-de-moça
2 xícaras (chá) de água
2 xícaras (chá) de suco de laranja (ou tangerina)
8 xícaras (chá) de açúcar
1 xícara (chá) de suco de limão
1 pitada de sal
Preparo:
Retire o cabo das pimentas. Bata todos os ingredientes no liquidificador. Coe em uma panela de fundo grosso e deixe ferver em fogo baixo. Vá retirando a espuma que se forma. O tempo de redução varia conforme o fogão, de 20 a 40 minutos após começar a ferver. Deixe os vidros com água quente até a geléia ficar pronta. Coloque a geléia ainda quente nos vidros e tampe. Dica: para verificar o ponto, derrame um pouco da geléia em um pires e espere esfriar. Ela endurece depois de fria.


☻☻☻☻☻☻☻





Geléia especial de pimenta
Ingredientes
1/2 kg de pimenta dedo-de-moça ou de bode
1/2 xícara de azeite de oliva
1 cebola picada
10 dentes de alho descascados
polpa de 1 melão (doce) médio picado
2 xícaras (chá) de abacaxi picado
1 colher (chá) de canela em pó
2 colheres (sopa) de gengibre fresco ralado
2 colheres (chá) de cravo em pó
2 xícaras (chá) de açúcar mascavo
Preparo:
Limpe a pimenta e coloque-a no liquidificador com o melão, o abacaxi, o alho, a cebola e o azeite. Junte 1 litro de água e bata por 2 minutos, ou até obter uma mistura homogênea. Transfira a mistura para uma panela e adicione o açúcar, o gengibre, o cravo e a canela. Leve para cozinhar, mexendo sempre e, assim que ferver reduza o fogo. Cozinhe por mais 1 hora, mexendo de vez em quando, ou até encorpar. Retire do fogo, deixe esfriar um pouco e coloque em potes de vidro esterilizados.


☻☻☻☻☻☻☻☻☻☻☻☻☻☻☻☻☻☻☻☻☻☻☻☻☻☻☻☻☻☻☻☻☻☻☻☻☻☻☻




Espaguete integral apimentado
Para 4 pessoas
Ingredientes:
500 g de espaguete integral
3 pimentas dedo-de-moça picadas sem sementes
6 tomates maduros médios
3 dentes de alho picados
3 colheres (sopa) de azeite de oliva
2 colheres (sopa) de manjericão fresco
Sal a gosto
Preparo:
Escaldando rapidamente em água fervente, tire a pele dos tomates, depois as sementes e corte em cubos. Coloque-os na tigela onde a massa será colocada depois de cozida. Junte os outros ingredientes e deixe o tomate temperado descansando em lugar fresco por 20 minutos. Cozinhe a massa em água fervente com sal moderado pelo tempo indicado na embalagem. Deixe a massa al dente, escorra e coloque na tigela com o molho. Misture bem e sirva imediatamente.










Para saber mais sobre pimentas procure o livro "Pimenta e seus benefícios á saúde" do DR. Marcio Bontempo.


Em breve colocarei o relato de minha aventura no cultivo de pimentas Habanero. Cuidar de uma pimenteira requer cuidados e dedicação.
Comentários
0 Comentários

Postar um comentário

Os comentários são moderados, isso significa que ao clicar em enviar, eles não são publicados imediatamente, e sim após serem analisados.