Livro infantil distribuido em escolas publicas possui poemas pro Capeta

By | 15:24 Leave a Comment
O livro infantil a "Maquina de Brincar" do escritor Paulo Bentacur tem gerado pelêmicas nas redes sociais desde que a leitora Janilda Prata publicou em seu Facebook fotos das páginas do livro que possuem poemas exaltando o diabo.

Pior, o livro nem um pouco edificante foi aprovado pelo PNDL, Programa Nacional do Livro Didático, e é distribuído em escolas publicas do país para alunos do estudo fundamental.

O livro é dividido em duas partes, Uma para "Ler no claro" onde se fala de Deus e outra para "Ler no escuro" onde se fala de coisas ruins e faz apologias ao diabo.

No livro “A máquina de Brincar”, o autor Paulo Bentancur descreve Deus como “criança pequenininha com medo de descer do céu”. Num trecho do poema “O que Deus nos deu”, consta: “Quem já viu a sua cara, quem já falou no ouvido desse pai tão escondido. Eu ainda não”.


Já no poema “O diabo que me carregue”, numa página de fundo escuro, com letras vermelhas, pode-se ler: “Ó diabo, meu amigo, vem, vem brincar comigo. A tua cara malvada deixa Maria assustada...” E ainda: ...“Todos os filmes de terror tu escrevestes com amor”.

O livro tem, ao todo, 25 poemas, e foi comprado pelo governo do São Paulo, segundo Bentancur, para ser distribuído nas bibliotecas de escolas públicas.

Ateu confesso, o autor do livro, Paulo Bentancur diz que, para ele, Deus e o diabo são “ótimos personagens de ficção”, com os quais brinca nos poemas. Na sua opinião, 90% dos que o criticam nem leram os poemas. “Quis fazer um livro diferente. As crianças de hoje são inteligentes, gostam de suspense, de figuras lendárias. E qual o problema de brincar com Deus e o diabo? Não faço apologia ao demônio, apenas brinco com o lado bom e o lado mau das coisas”, defendeu-se.










Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Os comentários são moderados, isso significa que ao clicar em enviar, eles não são publicados imediatamente, e sim após serem analisados.