Condomínio de Luxo extermina Pássaros para 'salvar" Palmeiras

By | 20:59 Leave a Comment
Caso de crueldade e matança de pássaros no condomínio Ephigênio Salles,que fia no bairro Aleixo na ZOna Sul de Manaus,  mobilizou cerca de 300 pessoas em protesto na entrada do local.

De acordo com as denuncias, o condomínio que já colocava telas nas copas das palmeiras para evitar que Periquitos-de-asa-branca destruíssem a arvore, resolveu colocar também defensivos venenosos que culminaram com a morte imediata de mais de 200 aves da espécie que caíram agonizantes ou mortas na rua..

A colocação das telas de proteção nas palmeiras se iniciou em 2012 com autorização da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), sob a alegação de que as aves estariam destruindo as Palmeiras. Estranhamente hoje em 2014, algumas arvores se encontram praticamente mortas devido ao calor intenso gerado pela malha de proteção.

Os Bombeiros foram acionados pelos manifestantes para retirar as telas de proteção, colocada pela administração do condomínio.

De acordo com o capitão responsável pela operação, que não quis se identificar, os Bombeiros não tem responsabilidade para tirar as telas, mas podem abri-las, uma vez que as mesmas encontram-se amarradas com aves presas e correndo risco de morrerem sufocadas.

A administração do condomínio Ephigênio Salles, não quis se pronunciar e disse que vai enviar uma nota à imprensa sobre o fato.



Por volta das 10h30 desta quinta 27/11/2014, os animais estavam caídos na pista, no sentido bairro/centro, e no meio-fio da avenida. Uma testemunha, que não quis ser identificada, relatou, ao G1, ter visto na noite da quarta-feira (26) um homem mexendo na árvore e no chão próximo ao local onde os animais estavam. Ela afirmou acreditar que se tratasse de veneno.

O Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (IPAAM) informou, por meio da assessoria de comunicação, que uma equipe do departamento de fauna será enviada ao local para apurar a situação e apontar um diagnóstico sobre o que resultou na morte dos pássaros. O resultado das investigações será divulgado após análise dos órgãos das aves mortas.









De acordo com o especialista  Cohn-Haft, que é curador das Coleções Ornitológicas do Inpa, a escolha dos pássaros pela área onde fica o Condomínio Ephigênio Sales se deve às condições seguras para dormir oferecidas pelas palmeiras imperiais. No entanto, com as telas instaladas nas árvores, a área passou a oferecer risco para os periquitos. 

"Eles não estão necessariamente comendo naquela região, mas aparecem para empoleirar e passar a noite. Assim, as palmeiras e algumas outras árvores nas proximidades servem como dormitório. Agora, devido ao excesso de periquitos, elas estão cobertas por telas".



Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Os comentários são moderados, isso significa que ao clicar em enviar, eles não são publicados imediatamente, e sim após serem analisados.