Pastor faz Fiéis comerem grama para se aproximarem de Deus

By | 15:11 Leave a Comment
Pastor leva a sério essa história de pastoreio, rebanho e ovelhas e manda os fiéis de sua igreja pastarem grama, e eles comem de verdade como se fossem mulas e burros.

O pastor Daniel Lesego do Rabboni Centre Ministries (Centro de Ministérios Rabboni), ordenou que seus fiéis comessem a grama do local onde será construída a sua igreja da sua congregação para que eles pudessem ficar mais próximos do deus deles. 
Muitos membros que se alimentaram do capim ofertado passaram mal, outros alegaram que foram curados de diversos males.

"“Sim, nós comemos grama e somos orgulhosos disso, porque isso demonstra que, com o poder de Deus, podemos fazer qualquer coisa”, diz Rosemary Phetha ao jornal local Times Live. 

De acordo com a jovem, estudante de direito de 21 anos, ela estava lutando contra um dor de garganta havia um ano, mas os sintomas passaram após ela comer grama.


O pastor literalmente pisa em seus seguidores e os avisa que o espírito de Deus pode levar as pessoas a comerem qualquer coisa.



E não é só de pisar em fiéis e os fazer comer grama que consistem os milagres desse homem de deus. Ele é capaz de fazer pessoas dormirem com apenas uma ordem.

- "Dormindo!", ele grita e 6 pessoas imediatamente caem em sono profundo na primeira fila da igreja. Alguns minutos depois , ele volta a gritar:

- "Acordando!", e os atores, ops... fieis,  saem de seu estado letárgico.

- "Você pode deixá-los assim durante seis meses. Eu amo isso. Você pode até mesmo fazer a polícia dormir quando eles tentarem prendê-lo", ensina o pastor.

Na página do pastor no Facebook, ele explica como seu ministério foi constituído em novembro de 2012 “quando um simples jovem homem, o professor sênior e pastor Lesego, escutou a palavra de Deus e começou seu ministério — não foi por força nem por poder, mas pelo espírito de Deus”




Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Os comentários são moderados, isso significa que ao clicar em enviar, eles não são publicados imediatamente, e sim após serem analisados.