A verdade e Lições sobre o caso das fotos e videos de Karina Veiga

By | 03:37 Leave a Comment
Um dos casos mais comentados essa semana na Internet, é o caso das fotos e videos de Karina Veiga que caíram na Net, mais precisamente no Facebook.

Mas afinal de contas , o que realmente aconteceu com Karina Veiga? 
Ao que parece, de acordo com os boatos pegos no perfil de Karina Veiga no Facebook,  a menina traiu seu namorado e ele revoltado e sabendo a senha do perfil dela no Facebook, colocou fotos e videos eróticos da menina para todo mundo ver. Ele usou o próprio perfil da Karina Veiga no Facebook.

Rapidamente o caso se espalhou pela internet, e a lerdeza do Facebook em deletar o perfil que sofreu inúmeras denuncias, favoreceu para que o vídeo fosse capturado e espalhado em sites especializados em Caiu na Net (CNN) . Para piorar, não se tratava de um vídeo de sexo comum, normalzinho, mas um vídeo digno de figurar em um vídeo profissional do ramo. Karina Veiga mostra suas partes de forma que se pode ver seu intestino delgado ( não literalmente, mas apenas para se ter uma ideia do que é e como é mostrado). 



Obviamente que não há graça nenhuma nessa destruição, nessa covardia que o namorado dela fez. Mas serve para um alerta:  Muitas pessoas tem a mania de partilharem suas senhas como "prova de amor" ou maneira de "atestar a fidelidade".  Afinal, não tem nada a esconder e se confia no parceiro(a). Grande erro, terrível engano. Nunca, em hipótese alguma diga sua senha para seu namorado(a), noivo(a) ou o que for. Sua privacidade não pode ser moeda de troca para provas de amor ou fidelidade. Ainda mais em se tratando de relacionamentos frágeis como namoro ou noivado.

Uma outra dica: Cuidado com o compartilhamento de seus videos íntimos. Pense duas vezes antes de se permitir ser filmada(o) fazendo sexo, principalmente se o relacionamento não for estável, como o casamento, e ainda assim há casos em que após o divórcio, uma das partes tocou o terror na internet com fotos e videos do cônjuge. Fazer filmes eróticos pode ser legal, um fetiche gostoso, um apimentamento na relação, mas também pode ser muito perigoso.

Nesse mês de novembro fopi aprovada um projeto de lei, nomeada de Lei Carolina Dieckman ( o nome é referente ao caso em que a atriz teve suas fotos intimas divulgadas na Internet.
 Pelo projeto aprovado, fica configurado como crime invadir o computador, celular, tablet e qualquer outro equipamento de terceiros, conectados ou não à internet, para obter, destruir ou divulgar dados sem a autorização do dono do aparelho. As penas para o crime variam de multa a até um ano de prisão. Também serão punidos aqueles que produzirem programas de computador para permitir a invasão dos equipamentos.
Caso a invasão do equipamento resulte em divulgação de dados privados, segredos comerciais e industriais e informações sigilosas, a pena aumenta para seis meses a dois anos de prisão, além da multa. Se o crime for cometido contra autoridades como presidente e vice do Executivo, Legislativo e Judiciário, governadores, prefeitos ou presidentes e diretores de órgãos públicos, a pena aumenta em 50%.
Agora se o infrator for menor de idade, bem...aí como sempre é impunidade.




Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Os comentários são moderados, isso significa que ao clicar em enviar, eles não são publicados imediatamente, e sim após serem analisados.