China vende tartarugas vivas em chaveiro

By | 14:14 Leave a Comment
China vende tartarugas  Brasileiras vivas em chaveiros, sob o rótulo apelativo e supersticioso, de que o animal traria boa sorte aos portadores.


Vendidos nas entradas dos metrôs chineses, os chaveiros "da sorte" podem conter tartarugas ou peixinhos vivos. De acordo com os vendedores, os animais podem sobreviver, devido aos nutrientes contidos na água,  por "meses" dentro dos chaveiros, o tempo que vai durar a "sorte" dos portadores.


Famosos por serem devoradores de animais de qualquer espécie, desde insetos, aracnídeos  e filhotes de cachorro, na China não existe uma lei protegendo esses animais enclausurados nos chaveiros, e nem uma lei contra os maltratos aos animais. Somente existe uma lei que protege animais selvagens e de grande porte. O resto pode esculhambar a vontade.


Muitos compradores acreditam que realmente os animais dão sorte, outros dizem que compram para solta-los na natureza.


China vende tartarugas vivas em chaveiros
Camelôs chineses vendem tartarugas vivas em chaveiros
Diversos tipos de animais marinhos são vendidos em chaveiros na China
Banca de camelô em frente a metrô na China, vende diversos animais marinhos vivos dentro de chaveiros

Tipos de chaveiros com peixe vivo vendidos na China



Chaveiro com peixe e tartarugas


A balela dos vendedores para venderem seus peixes, e tartarugas, dizendo que trazem boa sorte, não possui fundamentos nem mesmo na simbologia Chinesa. De acordo com os Chineses, a tartaruga simboliza pela sua carapaça, redonda como o céu na parte superior – o que a torna semelhante a uma cúpula – e plana como a terra na parte inferior, é uma representação do Universo: constitui-se por si mesma numa cosmografia. 
Simbolicamente  a tartaruga nos recorda de que a conexão com a Grande Mãe está no dar e receber, na reciprocidade.


Ou seja , nada a ver com a patacoada dos vendedores que dizem ser simbolo de boa sorte.


Vídeo com tartarugas vivas dentro de chaveiro vendidos na China.





Mais triste que a venda de animais vivos confinados em chaveiro na China que é um país estranho e de valores estranhos e bizarros, é a participação de Brasileiros nessa atrocidade, pois as tartarugas são importadas do Brasil.
Por aqui existe o projeto TAMAR, ( 
Programa Brasileiro de Conservação das Tartarugas Marinhas) de responsabilidade da Diretoria de Biodiversidade do Instituto Chico Mendes da Biodiversidade-ICMBio... mas pelo visto não funciona tão bem como deveria.


Deveria o Governo Brasileiro ou a instituição TAMAR entrar nessa briga, mesmo que não consiga nada, devido as leis Chinesas, mas ao menos estaria a  mostrar serviços e luta pela causa ao qual foi criada.


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Os comentários são moderados, isso significa que ao clicar em enviar, eles não são publicados imediatamente, e sim após serem analisados.