Deficiente Físico quer que Estado Pague suas Prostitutas

By | 15:18 6 comments
País de primeiro mundo é outra coisa, enquanto que por aqui o pessoal frequenta bordel na encolha, na Dinamarca o deficiente físico dinamarquês Torben Hansen botou a boca no... trombone e está lutando na justiça do País para o Estado pague as prostitutas que ele chama em sua casa.

Hansen que é portador de paralisia cerebral, doença que afeta seriamente sua fala e seus movimentos, alega que por ser deficiente, está impossibilitado de frequentar os bordéis, e portanto é obrigado a pagar uma grana extra pelo Putas-Delivery. A justiça está avaliando o caso.

Na Dinamarca existe um fundo usado para compensar os gastos extras que deficientes físicos possam ter devido as suas doenças.

A prostituição não é crime na Dinamarca, desde que oferecer serviços sexuais pagos não seja a única fonte de renda da mulher.
Ou seja, na Dinamarca as primas adoram fazer um bico doce.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

6 comentários:

  1. Que assunto interessante, não sabia que na Dinamarca era liberado..rrsrs
    será que esse cara ganha o processo? tomara né?rsrsrsr

    Dta

    ResponderExcluir
  2. Ganhar este processo seria uma afronta ao direito e a dignidade da pessoa humana.

    Como poderia o Estado ter despesas com isto sabendo que há outras necessidades muito mais relevantes?


    ....


    Agora eu sei pra onde vai o $$$$$$

    da dívida externa

    ResponderExcluir
  3. Anônimo11:16 PM

    so pode ser um maluco.
    o estado deve se preocupar com as adaptações em vias publicas e transportes coletivos.

    ResponderExcluir
  4. Anônimo3:44 PM

    Essa mania de achar que se tem "direito a vida boa" já está disseminada na social democracia européia.

    Leitura interessante, texto escrito por um sueco: http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=113

    ResponderExcluir
  5. Amigos se um deficiente quiser pagar o bordel e ter prostitutas a seu dispor como vocês falaram isso e muito justo agora a coisa muda se for o estado a pagar o problema e que as mulheres direitas tem nojo dos ppd pelo fato de andar de muletas ou cadeiras de rodas pois preferem levar porrada de um cara não deficiente mais deficiente de cérebro do que um deficiente trabalhador que se interesse nela quando nos aproximamos delas a repulsa e enorme parece que esta se aproximando um monstro para lhe fazer mal inclusive já passei cada uma para tentar me aproximar de mulheres mais sem sucesso e o pior de tudo e que eu sou um sujeito até bem apanhado e mais elas preferem calhordas de ma índole do que nos dar apenas uma chance mas sabe o que penso que elas se danem pra la pois seu eu ficar rico derrepente
    Ai seria ótimo, pois ai eu ia humilhalas não querendo nem que tocasse no meu BMW de 500 000
    E se dependessem de mim iriam todas passar fome ou morrer de fome danisse

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados, isso significa que ao clicar em enviar, eles não são publicados imediatamente, e sim após serem analisados.