Surfista azarado enfia a prancha onde não bate o sol

By | 14:05 1 comment
Diz um ditado entre os surfistas que Não há nada que um dia de surf não cure. Ledo engano, um dia de surf azarado não tem limites para o que possa acontecer, e nem falo de ser atacado por tubarão.
Que o diga o surfista australiano Heat "Nutty" Walker, que ficou em segundo lugar no Quiksilver Trials, evento que selecionou apenas um surfista para disputar o WCT de Kirra como wild card.

O desenpenho de Heat Walker foi muito bom, apesar da segunda colocação, e isso rendeu uma entrevista com uma revista Australiana. O repórter Ronnie Blakey, da revista, ligou para o surfista e teve um diálogo pra lá de surpreendente , que revela uma situação pra lá de bizarra.

ATENÇÃO: Esse inusitado episódio ocorreu em 2002, mas não pude deixar de colocar aqui no Estimulanet.

Segue na íntegra o diálogo retirado da WAVES - A comunidade virtual do Surf.


Heath Walker: ... Aiii... Alô!
Ronnie Blakey: Nutty, e aí?
HW: As piores coisas que podiam acontecer aconteceram comigo. Tô fodido...
RB: O que aconteceu, brother?
HW: Acabo de quebrar minha prancha em dois lugares: bico e rabeta.
RB: Como?
HW: Eu pus pra dentro da onda e a rabeta enterrou na areia. Deu para sentir...
RB: Sentir o quê?
HW: A rabeta quebrar. O bico da prancha estava na minha bunda e, depois da rabeta, o bico quebrou bem no meu cu...
RB: O quê? No seu cu???
HW: É. Margo está me levando para o hospital. Está sangrando...
RB: Como está?
HW: Não sei, não consigo ver a bunda...
RB: Deixe-me falar com Margo...
Margo: Alô...
RB: Ele está mal?
Margo: Ele me fez olhar e não parece nada bem. Nunca vi nada parecido. É a coisa mais desagradável que eu já vi!
RB: Quero falar com ele novamente...
HW: Me liga mais tarde. Vou desligar, está doendo muito agora...

Algum tempo depois o repórter torna a ligar pra saber mais detalhe sobre o "furo"...

HW: Alô...
RB: Como está se sentindo, brô?
HW: Tudo bem. Um pouco constrangido...
RB: Era grave?
HW: Bem, não houve danos no músculo esfíncter anal, mas...
RB: O quê?
HW: ...O médico teve de enfiar o dedo para examinar...
RB: Não brinca! Ele lhe deu alguma injeção?
HW: Não, sem injeções. Só o dedo...
RB: Ele perguntou se você queria anestesia?
HW: Humm... Não, ele apenas disse que iria doer...
RB: Você chorou?
HW: Eu gritei, mordi os lábios e suportei. Não desejo essa dor para ninguém...
RB: O que você disse para a recepcionista quando chegou ao hospital?
HW: Entrei na sala de emergência e havia muita gente. A recepcionista perguntou o que havia de errado e eu lhe disse que minha prancha havia entrado na bunda, então ela falou: "Deus, ela ainda está lá!?!" Foi difícil ver o lado divertido da história... Me senti muito desconfortável quando o médico mandou eu abaixar as calças... Pensei em pular fora da maca e mandar todo mundo ir se foder. Tive de ficar de quatro para o médico examinar. Foi tão embaraçoso que pedi para a enfermeira sair da sala. Eu podia ouvir Margo se mijando de rir no corredor...
RB: Você levou pontos?
HW: Sim, do lado de fora. Eles não doem muito. O maior problema são os cortes do lado de dentro...
RB: O que você faz quando precisa ir ao banheiro?
HW: Humm... Eu já fui...
RB: Doeu?
HW: Eles me deram essas pílulas que eu tenho de colocar "lá". Elas dissolvem e toda a área fica adormecida, então não é tão dolorido.
RB: Você tem uma namorada para colocar as pílulas em você?
HW: Não, eu mesmo tenho de colocar. É uma merda...

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Um comentário:

  1. Anônimo6:13 PM

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk ri litros agr brô..SHAUHSUAHSUA'

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados, isso significa que ao clicar em enviar, eles não são publicados imediatamente, e sim após serem analisados.